help-marketing-digital.png

 

Sua agência de Marketing Digital

 

 

 

 

 

seta-branca.png

 

Blog

 

Acompanhe aqui dicas e novidades sobre Marketing Digital e Gestão de Redes Socais.

 

Mudancas-na-automacao-no-facebook-e-instagram.jpg

09/04/2018

     Foi bom enquanto durou, muita gente se alegrou quando surgiram aplicativos com promessas de aumento de seguidores (fake e/ou reais) no Instagram para inflar o ego de muitos que preferem ter milhares de seguidores num curto espaço de tempo do que investir em marketing de conteúdo com postagens relevantes que façam a diferença na vida de quem o lê.

       Sinto dizer que essa era chegou ao fim. Com as mudanças, será praticamente impossível de forma legal, fazer uso de qualquer tipo de ferramenta de automação sem ferir nenhuma regra do Facebook/Instagram. O uso contínuo desses recursos pode causar punições severas às contas (previsto na política de uso) como o bloqueio temporário ou permanente da conta (como já acontecia antes). Com isso, voltamos as nossas origens: atrair seguidores através de posts relevantes, interações manuais e mais íntimas com seus seguidores e anúncios, ou seja, investir em relacionamento!

 

     Essas mudanças drásticas aconteceram graças ao caso Cambridge Analytica, que teve repercussão mundial e tratou do vazamento de informações de usuários que foram usados para influenciar as eleições norte-americanas. A partir daí o Facebook tomou medidas agressivas e imediatas a respeito de como e com quem compartilha a privacidade dos usuários em suas plataformas. Em resumo o que mudou foi que aplicativos de terceiros que utilizam o Facebook e Instagram para automatizar ações como: seguir, deixar de seguir, comentar automaticamente nas postagens, monitorar a concorrência, responder mensagens privadas e etc foram banidos a partir de 04/04/2018.

Dessa forma as ferramentas de automação não podem mais utilizar os recursos listados acima e outros em seu nome. Isso deve impactar a maioria das ferramentas. Principalmente nos pequenos empreendedores, agências de marketing e publicidade que utilizam muitas dessas ferramentas para ampliar os resultados num espaço menor de tempo. Essas ferramentas quando utilizadas da forma correta fazem toda a diferença no trabalho diário, mas pagamos pelos excessos e mau uso de uma grande parte dos usuários. Temos esperança que seja temporário e após uma nova revisão de políticas de privacidade possamos retornar o uso das ferramentas.

 

 

Essa é a lista de alguns recursos que o Facebook já interrompeu:

 

API do Instagram:

- Seguir, (des)seguir

- Comentar automaticamente

- Dar likes e (des)likes automáticos

- Seguir a lista de pessoas específicas

- Seguir a lista de quem segue uma pessoa específica

- Postar e deletar comentários em conteúdo público (em nome de um usuário)

- Postar e deletar comentários em seu próprio conteúdo (em nome de um usuário)

- Ler as informações deu um perfil público e também adquirir suas imagens (em nome de um usuário)

- Habilidade de receber notificações quando alguém posta

 

API do Facebook:

- Os fluxos de informação de Grupos, eventos e buscas de página não irão mais exibir informações de usuários identificáveis como: usuário e foto do perfil. Algumas ferramentas poderiam fazer buscas para atrelar o perfil ao resultado da buscas e assim categorizar o comportamento daquele público. • Impossibilidade de acompanhar o fluxo de Páginas que você não tem o acesso apropriado. Anteriormente, era possível monitorar os comentários de concorrentes em tempo real por exemplo.

- Restrição nas informações de Eventos e Grupos. Anteriormente, era possível extrair a lista de convidados de cada evento e também ler o conteúdo de posts na timeline de eventos. Com esta atualização, isso deixa de ser possível.

- Não será possível trocar mensagens privadas utilizando os aplicativos de terceiros (aparentemente isso só é válido para novas páginas, as antigas, já conectadas nas ferramentas, estarão ok.). Isso impacta diretamente o fluxo de atendimento de ferramentas de Gestão onde tickets são categorizados e repassados para outros atendentes por exemplo.

- Mencionar Páginas e Usuários não será mais permitido.

- Não será mais possível taguear um conteúdo referente a Branded Content.

- Para anunciar para políticos, a página terá que ser verificada pelo Facebook com um documento de identidade e comprovante de residência.

- Anunciantes terão que mostrar quem pagou pelos anúncios

- Qualquer pessoa poderá ver os anúncios que uma página está vinculando.

- Páginas grandes (em volume) obrigatoriamente serão verificadas pelo Facebook.

 

Curtir.png

01/08/2017

 

        O que te leva a dar um curtir numa foto que passa pela sua timeline? Se for de um amigo damos like porque gostamos da foto, para dizermos que vimos, para dar apoio moral (sim! É mais comum do que se imagina rs) e agora com a opção das reações já podemos também demonstrar a nossa reação negativa a cada postagem.

       Mas quando se trata de um perfil comercial? O que te leva a pressionar aquele botãozinho do curtir ou selecionar uma reação? Quando amamos aquele post geralmente fazemos questão de deixar aquilo claro, o mesmo acontece quando repudiamos mas e para as postagens que não chamam tanta atenção? A maioria apenas olha e passa direto sem esboçar nenhuma reação, afinal de contas, hoje like vale dinheiro rs e eu não vou dar meu like assim tão fácil. Por isso não podemos medir a popularidade de um post apenas pela quantidade de likes que ele recebeu, podemos utilizá-lo como referência para montar estratégias que engajem mais, mas isso varia de acordo com cada segmento. Converse com o seu analista de Redes Sociais sobre isso para entender como funciona e como alcançar os objetivos desejados.

28/07/2017

 

Quem são, onde vivem os seus seguidores?

 

       Seguidores nas redes sociais nada mais são do que pessoas fãs da sua marca, que pelos mais diversos motivos, decidem apertar aquele milagroso botão Seguir e a partir daquele momento estão aptos a receber tudo que você postar nas suas redes. Seja você quem for uma celebridade ou uma empresa.

         Seguidor é diferente de amigo. Nos perfis comerciais das redes sociais não há a ação adicionar como amigo, pois a relação é comercial e a interação da empresa com os fãs é limitada, mas em contrapartida há muitos benefícios para as empresas que optam em ter os perfis comerciais. Mas isso já é assunto para outro post. Acompanhe nossas dicas em nossos canais. Traremos sempre respostas a questionamentos relevantes que somos submetidos diariamente.

Seguidores.png
Nova-Relugamentação-Da-Ancine-134-2017.png

19 de Junho de 2017

 

 

ANCINE REGULAMENTA PUBLICIDADE AUDIOVISUAL NA INTERNET

 

 

        Uma novidade que está dividindo opiniões desde maio desse ano vai impactar diretamente agências de publicidade, produtoras audiovisuais, Blogueiros e empresas de modo geral.

 

        Começa a vigorar agora em julho de 2017 a Instrução Normativa 134 da Ancine que fala dentre outras coisas sobre as novas regras para veiculação de filmes publicitários na internet. Em resumo, vídeos/filmes de cunho publicitários precisarão ser registrados na Ancine e ter a taxa da Condecine recolhidas. Somente será necessário o registro junto à Ancine (Por uma produtora brasileira, quando houver a aquisição de tempo/espaço publicitário junto a veículos (anúncios no Facebook, Instagram, Google, Youtube, Sites…) ou quando houver o impulsionamento ou outra forma de promoção desses filmes.

 

 

Outro ponto de discussão é que há um custo para registro na Ancine para produtoras brasileiras e um muito maior para produções estrangeiras. Detalhe: Se você fez a produção de um vídeo, sem uma produtora brasileira, só poderá registrar na Ancine como uma obra estrangeira, apenas para fins de pagamento (mesmo que tenha sido produzido no Brasil).

 

Diante disso, compreendemos que faz-se necessário o controle do que é anunciado nos mecanismos de veiculação digital, assim como já é feito no Cinema e na TV, mas em contrapartida o custo para produção desses vídeos aumentará significativamente, prejudicando os pequenos e médios empreendedores que tentam sobreviver e se destacar no mercado. Sabe-se que o alcance orgânico nas redes sociais de um modo geral é bastante limitado e que os anúncios são ferramentas importantes nesse processo. Seja como for, a norma começa a valer 60 dias após sua veiculação, ou seja, a partir de julho/2017 e todos precisam se adequar.

 

Confira a Instrução Normativa 134 na íntegra puclicada no site da Ancine

Confira os esclarecimentos de uma advogada sobre TUDO O QUE VOCÊ QUERIA SABER SOBRE O CONDECINE, TINHA CORAGEM DE PERGUNTAR E NINGUÉM RESPONDIA

. . .